O Steve Jobs do século 19

 

Hoje fomos conhecer a casa e o laboratório de Thomas Edison, o famoso inventor.

Para quem gosta de história é um prato cheio.

Edison escolheu a cidade de West Orange, em Nova Jersey, perto de Nova York, para construir seu laboratório no final do século 19. Ficou lá por mais de 40 anos, até sua morte em 1931.

Hoje tudo isso é um parque nacional que pertence ao governo dos Estados Unidos. Por apenas US$ 10 dólares você pode visitar a fábrica, os laboratórios de Edison e sua mansão bela mansão vermelha.

É uma visita cheia de surpresas. Carros elétricos da garagem (2 modelos da década de 1910), o primeiro estúdio de cinema que existiu (notem o galpão preto abaixo), o escritório que ficava dentro da biblioteca e uma cama para tirar a soneca da tarde.

Edison trabalhava uma média de 100 horas por semana. Ao longo de sua vida, acumulou mais de 1000 patentes, um número absurdo até para os dias atuais.

Além da famosa invenção da lâmpada, Edison e sua equipe criaram uma série de equipamentos para gravar e reproduzir o som, câmeras de cinema, equipamentos de raio X, técnicas para fabricar cimento, borracha sintética e muito mais.

Acho que definir Thomas Edison como Steve Jobs do século 19 e início do século 20 talvez seja até pouco.

Quanto conforto temos hoje em dia… Tanta tecnologia a nossa disposição para criar, graças a gênios como ele. Que possamos fazer bom proveito da internet, dos meios de comunicação e transporte, para continuar criando um mundo melhor.

E sobre as 100 horas de trabalho por semana? Inaceitável neste mundo do politicamente correto em que vivemos. Mas será que o trabalho é trabalho quando você ama o que faz?

IMG_2804

IMG_2791

IMG_2806

IMG_2805

IMG_2814

IMG_2836

IMG_2838

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *