20 de jun de 2014

Qual atividade te faz feliz?


Dando continuidade ao post sobre práticas para despertar emoções positivas, vamos falar de outro componente do modelo P.E.R.M.A da Psicologia Positiva, elaborado por Martin Seligman.
Qual era sua brincadeira favorita quando criança? Como você se sentia quando praticava?

Naquele momento você certamente estava em estado de flow ou engajamento (não há uma tradução ideal para este termo em português).

Flow é o estado em que nos encontramos quando praticamos uma atividade que é desafiante o bastante para nossas habilidades. No meu caso, me sinto em flow quando ando de bicicleta em um ritmo acelerado e desafiante.

Todos nós praticamos uma série de atividades no dia a dia. Desde as rotinas de casa e trabalho, até a realização de projetos desafiadores como a apresentação de um plano de negócios ou criação de um espetáculo teatral.

Quando uma atividade é pouco desafiadora para nossas habilidades, temos a tendência de nos sentirmos desmotivados. Por outro lado, quando o desafio é maior do que as habilidades que temos para executar a atividade, nos sentimos ansiosos. Repare na representação gráfica deste conceito:



Flow é algo essencial para nossa felicidade. Você pode se sentir em flow cortando a grama de casa, escrevendo em seu blog ou dando aulas. Há diversas formas de atividades que te fazem feliz e são ao mesmo tempo saudáveis para seu corpo, emoções e mente.

O capítulo 4 do livro Introducing Positive Psychology, de Bridget Grenville-Cleave, apresenta uma série de práticas para você entrar em estado de flow.

1) Faça uma lista de todas as atividades que você realizou nos últimos dias. Estas atividades podem estar ligadas à esfera do trabalho, casa, família, amigos, voluntariado e etc. Reflita sobre a lista e avalie quais atividades te colocar em estado de flow. 

Depois desta reflexão, programe para você repetir suas atividades de flow favoritas nos próximos dias e anote como você se sentiu após realizá-las;

2) Caso você tenha que fazer uma atividade entendiante e repetitiva, busque maneiras de torná-la mais desafiadora. Uma forma é estabelecer uma barreira de tempo. Por exemplo: preciso limpar esta cozinha em até 10 minutos. Ou farei o supermercado na metade do tempo médio que geralmente faço;

3) Faça uma revisão das principais atividades do seu trabalho atual e da sua equipe (caso se aplique). Considere se as atividades estão proporcionando o nível adequado de desafio para as habilidades das pessoas. Caso não, monte um plano que pode envolver o treinamento para melhorar as habilidades ou novos projetos e atividades mais desafiadoras para você e sua equipe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário