13 de abr de 2013

Fatos e percepções


Com base em quê você avalia os outros? Fatos ou percepções?

Estamos sempre avaliando o outro. Quem já não sentiu aquela empatia ou antipatia por uma pessoa no primeiro contato? E quantas vezes esta primeira impressão falhou?

No meu caso, errei em muitas vezes.

É da nossa natureza querer avaliar o outro e criar verdades a seu respeito. Mas até que ponto estas verdades existem?

Uma regra fundamental para sermos mais justos ao avaliar os outros: priorize sempre os fatos.

Se você não tem fatos para avaliar alguém, acabará avaliando com base em suas percepções. E neste caso, a possibilidade de erro é muito maior. Portanto, se não tem fatos para avaliar não avalie ou invista tempo na busca por fatos.

Interessante notar como este assunto se aplica a tudo que está ao nosso redor. Frequentemente estamos avaliando governos, personalidades, familiares e ideias mais por percepções do que por fatos.

Na Gestão de Pessoas em organizações uma avaliação equivocada pode arruinar a motivação de equipes e paralisar ou acabar com carreiras.

A avaliação por percepções é ainda mais prejudicial quando a empresa e os gestores tem um olhar somente para o negativo em relação a seus times e uma visão fechada sobre a possibilidade de as pessoas se desenvolverem.

Algumas atitudes fundamentais para termos uma avaliação justa de nossas equipes:

  • Avalie por fatos e não por percepções
  • Valorize as forças e qualidades das pessoas
  • Entenda que todos podem mudar para melhor, se quiserem e forem estimulados para isso
  • Todos tem talento e potencial. Coloque as pessoas certas nos lugares certos


Avalie o mundo a seu redor com base em FATOS e não em PERCEPÇÕES.

Nenhum comentário:

Postar um comentário