8 de dez de 2012

Lições do meu cachorro



Tenho um Labrador preto chamado Mussum. No começo eu fui meio contra a idéia de ter um cachorro, depois aceitei ter um pequeno e por fim minha esposa me convenceu a comprar este monstro que hoje pesa mais de 40 quilos.

É óbvio que nunca me arrependi de ter comprado o Mussum. Ele se tornou um um animal muito especial para nós. Um verdadeiro membro da família.

Quando ele tinha uns 6 meses decidimos adestrá-lo. Aos poucos ele aprendeu a deitar, sentar, cumprimentar e a dar a pata esquerda e direita (somente nesta ordem :).

Apesar disso, o adestrador sempre nos chamava a atenção, dizendo que nós mimávamos demais o cão. “Ele não precisa de motivos (carinhos, petiscos, etc) para ser feliz. Este é o tipo do cachorro que é feliz o tempo todo. A vida é seu motivo para ser feliz”, dizia seu professor.

Esta foi a primeira de muitas lições que o Mussum nos deu. Ele é feliz porque existe. Só por isso.

Esta “filosofia de vida” do Mussum é simples e poderosa. Ele vive 100% no presente, sem preocupações com o futuro ou o passado. A única coisa que importa é o que ele está fazendo agora.

Óbvio que o Mussum não consegue pensar e não tem contas para pagar. Para nós, Seres Humanos, a coisa é um pouco mais difícil.

Mas que tal tentar trazer um pouco desta “filosofia de vida canina” para a sua vida?

Menos desejos, menos preocupações, mais felicidade por estar vivo, por ter sua própria história e seus talentos a serviço do mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário