17 de abr de 2012

Programado para falhar

Eu sempre achei que a Obsolescência Programada fosse uma teoria da conspiração sem fundamento, mas mudei de opinião após assistir a este documentário produzido pela TV Espanha.


Você sabia que sua impressora Epson pode ter um chip programado para travar a máquina após um certo número de cópias?

Que tal um iPod com bateria que dura no máximo 18 meses?

A lâmpada foi criada por Thomas Edison no final do século XIX e após alguns anos fabricantes desenvolveram lâmpadas que duravam 2.500 horas. Isso mudou nos anos 1930, quando um cartel formado por empresas decidiu produzir lâmpadas piores, que tivessem uma duração máxima de 1.000 horas.

Produtos que falham obrigam seus consumidores a comprar novos. Junte a isso mais crédito disponível para os consumidores e a crescente necessidade de ter o mais novo, alimentada pelo Marketing. Pronto, temos a fórmula perfeita para o crescimento econômico.

Um crescimento econômico que não significa mais felicidade e bem-estar.

Uma fórmula que está destruindo o planeta e jogando seu lixo em países como Gana, conforme o documentário mostra.

Um filme assustador e que gera uma profunda reflexão sobre consumismo, em linha com o post anterior.

Nenhum comentário:

Postar um comentário