25 de out de 2011

Você é capaz de renunciar ao poder?


"Ele foi escolhido e educado para ser o grão-mestre de uma ordem secreta e mística chamada Estrela do Oriente. Aprendeu vários idiomas e mergulhou fundo no estudo das religiões e filosofias. No entando, em Agosto de 1929, no dia marcado para assumir o alto cargo que lhe havia sido destinado, Jiddu Krishnamurti supreendeu os milhares de membros presentes, extinguindo a ordem "de uma vez por todas e para sempre".

Em seu discurso, que entrou para a história das ordens esotéricas, afirmou que "a Verdade é uma terra sem caminhos", e ninguém pode aproximar-se dela "por nenhuma religião, nenhuma seita"; que a crença "é uma questão puramente individual" e não pode nem deve ser organizada; que "o mestre mora dentro de nós, não precisamos buscar nada nos outros; que sua única preocupação era "libertar o homem de todas as prisões, de todos os temores"; e que não queria seguidores, já que "a partir do momento em que seguimos alguém, deixamos de seguir a Verdade":"Não serei mais um cego conduzindo outros cegos."

Daí em diante seguiu seu próprio caminho, fazendo palestras pelo mundo afora, apresentando explicações surpreendentemente simples, e ao mesmo tempo profundas, para os grandes problemas da vida."

Nota do editor - Comentários sobre o viver - Breves textos - Volume 1


Quantas pessoas você conhece que são capazes de renunciar ao poder?

Embora não concorde 100% com sua visão, achei que a atitude de Krishnamurti foi incrível. Ele teve a coragem para mudar uma relação de poder baseada na hierarquia e se tornou um líder muito maior do que seria se tivesse aceito a indicação de grão-mestre. 

Jidu se tornou um líder legítimo pelo que era enquanto Ser Humano e não pela cor da roupa ou do crachá que possuía.

Após ler esta breve descrição do editor, comprei o livro e tenho me surpreendido a cada página.

Nenhum comentário:

Postar um comentário